O NFC-e (Nota Fiscal de consumidor eletrônico) é o novo modelo de cupom fiscal, ou seja é a substituição do cupom fiscal (ECF). A NFC-e (Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica) é a inovação do cupom fiscal, antigo ECF, e também da nota fiscal para consumidor série D.

Você já está por dentro dessas informações?

Quais são os requisitos?

Veja abaixo quais são os requisitos necessários para a utilização do novo cupom fiscal.

  • Possuir um computador clique aqui para acessar os requisitos mínimos. leia com atenção para saber qual sistema operacional e configurações do computador.
  • Possuir internet no computador (preferência fibra óptica);
    Possuir um Software Emissor clique aqui para contratar o Fácil NFCe;
  • Possuir certificado digital (token). Veja abaixo os modelos:
    • Modelo A1 – Modelo de arquivo. Poderá ser instalado e utilizado por várias máquinas ao mesmo tempo e possui 01 ano de validade. Para o valor de fabricação e renovação confirmar com a certificadora. É o modelo mais indicado para uso do NFC-e.
    • Modelo A3 – Modelo de dispositivo móvel. Para utiliza-lo é necessário que ele esteja conectado no computador, não sendo possível ser utilizado por várias máquinas ao mesmo tempo. 03 anos de validade. Para valor de fabricação e renovação confirmar com a certificadora.
  • Possuir o código CSC (código de segurança do contribuinte) em modo de produção. O mesmo é liberado no portal da Siare, normalmente pela contabilidade. Caso ainda não tenha, entre em contato com seu contador.
  • Possuir uma impressora para a impressão dos cupons:
    • As mais utilizadas e indicadas são as impressoras de bobina (mais conhecida como impressora térmica ou não fiscal), que imprima QR Code e que sua bobina tenha legibilidade de no mínimo 06 meses.
    • A impressora de bobina é a mais indicada, mas a NFC-e também pode ser impressora no papel A4, mas como todo cupom deve ser impresso, mas talvez o seu custo operacional seja maior.
    • Recomendamos o uso de impressora térmica 80mm (Epson tm t20, Bematech 2800, Bematech 4200, Elgin i9, etc).
    • Caso não adquirira um dos modelos anteriores, lembre-se de conferir se a mesma é compatível com o NFCe.
    • Também é possível utilizar uma impressora normal com papel a4, no entanto, como o volume de impressão do cupom é alto, por questões de custo operacional recomenda-se o uso da 80mm.
  • Confira a situação cadastral dos produtos. Assim como a NF-e, a NFC-e possui várias validações, ou seja caso o cadastro do produto esteja com informações incorretas, no momento da transmissão da NFC-e poderá retornar rejeição da SEFAZ impendido a transmissão do cupom fiscal, podendo trazer transtornos para o seu cliente. Por isso é muito importante realizar a a conferência das tributações dos cadastros de produtos.
    • Verificar os dados de NCM
    • Verificar os dados de CFOP
    • Verificar os dados de CST/CSOSN
    • Verificar código ANP (são utilizados somente para produtos derivados do petróleo) 

Observações Importantes

  • Para verificar se a sua empresa está na fase obrigatória verifique com a sua contabilidade. 
  • É importante lembrar que está vetada a compra ou manutenção de ECF, então caso a sua tenha esgotado a memória ou danificado a legislação orienta realizar a migração para o NFCe e realizar a sessação de uso da mesma em uma loja autorizada.
  • Para contratar o módulo você deve entrar em contato com o Setor Comercial da Fácil e realizar a alteração do seu contratual (33) 3421-0222. Entre em contato agora mesmo com nosso setor comercial para agendar a instalação para o NFCe! WhatsApp: (33) 3421-0222