sucessão familiar

Sucessão familiar em empresas

A rotina corrida leva os gestores a focarem atividades pontuais e, muitas vezes, esquecerem das estratégicas. Um exemplo é a sucessão familiar em empresas, que têm uma gestão diferenciada e que precisa se preparar de uma maneira diferente para garantir um futuro de sucesso.

Sucessão familiar no contexto mundial

O processo sucessório em uma empresa familiar deve ser planejado levando em consideração as particularidades de cada grupo familiar e empresarial.

Uma pesquisa da PwC revelou que, no contexto mundial, apenas 12% das empresas familiares chegam à terceira geração.

Os números são alarmantes: 90% das empresas brasileiras, cerca de 7 milhões, são familiares. Desse total, apenas 30% chegam à segunda geração e somente 5% chegam à terceira.

Fatos sobre sucessão familiar

Como já disse anteriormente, o momento da sucessão é complexo e, às vezes, até traumático.

O primeiro passo a ser dado é a identificação do real interesse dos sucessores em tocar o negócio.

É grande o grupo de descendentes em dúvida sobre se querem desempenhar um papel de herdeiros efetivos.

Uma decorrência comum desse quadro é que muitos herdeiros não pretendem dar prosseguimento ao trabalho desenvolvido por seus familiares.

A prevenção desse problema é a inclusão dos herdeiros em um programa de formação para o papel de futuros sócios dos negócios da família, ainda que a empresa seja de pequeno/médio porte ou que o número de herdeiros seja reduzido.

Por isso, a família empresária deve tomar para si o trabalho de formação dos herdeiros para garantir o futuro da empresa e a perenidade do patrimônio, de geração para geração.

5 dicas sobre Sucessão Familiar

Confira 5 dicas para suavizar esse processo e ajudar tanto empresários como herdeiros a ficar mais tranquilos nesta caminhada!

1. Planeje a sucessão com antecedência

Assim, o herdeiro pode ser preparado para exercer as funções, adquirindo não somente as competências necessárias, mas também o respeito dos profissionais de carreira, que serão seus colaboradores.

2. Invista em capacitação

O herdeiro precisa desenvolver os conhecimentos, as habilidades e as atitudes necessários para liderar o negócio da família.

3. Procure suporte emocional durante os desafios

Os herdeiros de negócios familiares carregam uma grande responsabilidade, além da comparação com os feitos passados. Essa expectativa pode dificultar o processo, principalmente em relação à cobrança de ser bem-sucedido.

4. Faça uma imersão no mercado

É importante que o herdeiro esteja maduro quando chegar o momento da sucessão familiar, e a vivência de mercado será determinante para oferecer a experiência e a prática profissional, desenvolvendo principalmente o lado comportamental.

5. Negocie e receba responsabilidades antes da sucessão

O mais indicado é negociar uma parte das responsabilidades de gestão, depois outra e outra, até a transição completa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *